Mulheres se destacam na arbitragem em Imperatriz

No segundo maior município do Estado cinco mulheres fazem parte do Departamento de Arbitro da LIF.

Maranhão Notícias

IMPERATRIZ – Imperatriz é o município maranhense em que ocorre a maior atuação de mulheres na arbitragem de futebol: cinco. Desse total, duas já atuaram em competições nacionais.

O coordenador do departamento de arbitragem da Liga Imperatrizense de Futebol (LIF), Magno de Almeida Cabral não esconde o orgulho pelo trabalho que vem fazendo em prol da participação feminina em partidas de futebol.

“No Maranhão, Imperatriz é o departamento que tem mais árbitros femininos. E estamos preparando mais. Temos cinco. Tem uma que é árbitra e as outras são assistentes”, anunciou.

Erica Nascimento é a única, até agora, a conseguir a formação de árbitro, mas com a colega Adriana já atuou em competições nacionais. Completam o grupo as assistentes Viviam, Eva Brito e Lídia de Paula.

Para Magno Cabral, as mulheres estão mais interessadas em atuar no esporte em razão de oportunidades. “As oportunidades hoje para a arbitragem feminina são mais do que a arbitragem masculina. A gente precisa montar uma arbitragem feminina, tanto a CBF, nas federações e nas ligas”, raciocinou.

O empenho do coordenador do departamento de arbitragem da LIF, também, leva em conta uma determinação da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), exigindo que equipes profissionais criem times femininos a partir de 2018.

“Quando a CBF exige que toda equipe profissional possa ter uma equipe feminina, motiva a arbitragem feminina a crescer, a se manifestar, ficar motivada para crescer e aumentar a cada dia”, frisou.

Magno Cabral, também, surpreendeu neste ano ao lançar um índio como o primeiro índio-assistente de arbitragem do Brasil. ( Foto: Maranhão Notícias).

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *