Bolsonaro comemora prisão de Cesare Battisti na Bolívia

Cesar Batisti já está à disposição da Justiça na Itália onde vai responder por quatro assassinatos.

Maranhão Notícias

BRASÍLIA – Ex integrante de uma guerrilha de esquerda e condenado por assassinatos em seu país, o italiano Cesare Battisti foi preso por policiais na Bolívia e extraditado para a Itália.  Batisti, de 64 anos, deu entrada hoje num presídio de segurança máxima na Itália onde vai cumprir duas penas de prisão perpétua por crimes de guerra.

A Policia Federal mandou um avião a Bolivia para trazer Cesare Batisti ao Brasil onde é considerado foragido da Justiça, desde o dia 14 de dezembro, após o Supremo Tribunal Federal (STF) ordenar sua detenção e extradição para a Itália e o então presidente, Michel Temer, firmar um decreto nesse sentido.

Desde que foi condenado em sua terra natal até agora, Batisti passou quase 40 anos fugindo, com passagem por quatro países, mas demorou mais tempo no Brasil porque o então presidente Luís Inácio Lula da Silva deu status de asilo político para ele.

Na Itália, o governo e partidos de diferentes orientações comemoraram a prisão de Cesare Battisti na Bolívia. Com uma imagem de Battisti na praia, o ministro italiano agradeceu “de coração ao presidente Jair Bolsonaro e ao novo governo brasileiro que mudou o clima político que permitiu essa prisão”.

Na manhã de hoje, o presidente Jair Bolsonaro usou o Twitter para celebrar a prisão de Battisti e aproveitou a ocasião para criticar o apoio prestado pelo PT ao italiano. ( Foto: Facebook-Divulgação).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *