Greve de caminhoneiros pode afetar abastecimento de água em Imperatriz; Veja nota da Caema

Na nota emitida neste sábado, a Companhia de Águas informa que pode faltar os produtos químicos usados para tratar a água distribuída para população.

Maranhão Noticias

IMPERATRIZ – A Unidade Regional da Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema), em Imperatriz divulgou nota neste sábado (26), em que informa sobre os efeitos da greve dos caminhoneiros no abastecimento de água da segunda maior cidade do Estado.

De acordo com a nota, os produtos químicos usados para tratar a água distribuída à população está com estoque limitado e o movimento de caminhoneiros impede a chegada de caminhões com novos estoques desses produtos.

Veja a nota, na íntegra:

Nota da Caema

No processo de tratamento da água captada no Rio Tocantins em Imperatriz, pela Caema, são utilizados produtos químicos que vem de outros estados através de transporte terrestre.
Estes produtos não puderam mais ser entregues desde o início da greve dos caminhoneiros.
A CAEMA tem autonomia de produtos químicos para manter a estação de tratamento em funcionamento até quinta-feira.
Aconselhamos a toda a população que economize água, pois não sabemos como será o desfecho da greve dos caminhoneiros.

Rafael Heringer
Gerente Regional CAEMA

(Foto: Arquivo).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *