Polícia prende 5 pela morte do prefeito Ivanildo Paiva e espera descobrir mandante

A polícia não descarta novas prisões nos próximos dias como desfecho das investigações do assassinato do prefeito Ivanildo Paiva, ocorrido no dia 11 de novembro.

Maranhão Notícias

SÃO LUÍS – Após a prisão de cinco pessoas, entre elas dois policiais militares, Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) espera chegar ao mandante ou mandantes do assassinato do prefeito de Davinópolis, Ivanildo Paiva.

Outras pessoas, ainda, poderão ser presas pelo crime conforme o andamento do inquérito instaurado para esclarecer a morte do gestor municipal no dia 11 de novembro na zona rural de Davinópolis.

Todas as prisões foram executadas em cumprimento a Mandados de Prisão Temporária expedidos pela Justiça de 30 dias, com possibilidade de serem transformadas em Prisões Preventivas.

Os presos foram o policial militar do Estado do Pará, Francisco de Assis Bezerra Soares, conhecido como “Tita” lotado em Dom Eliseu; , o policial militar do Maranhão Willame Nascimento da Silva, lotado em Grajaú; o mecânico e dono de um ferro velho de nome José Denilton Guimarães Rica, o “Boca Rica” e Gean Dearlen dos Santos Neres, o “Gean Listrado”, apontado nas investigações como sendo o pistoleiro.

O último homem a ser preso foi o motorista Douglas da Silva Barbosa que é suspeito de ter fornecido o carro que serviu de condução para os matadores irem até o local do crime. Motorista de Uber, Douglas deu informações preciosas à policia.

Os policiais da DHPP ainda cumpriram Mandados de Busca e Apreensão na casa de Carlos Ramiro Lima Ramos, o “Leo”, onde foram apreendidos uma motocicleta Honda Biz de cor azul e muitos documentos.
A policia adiantou que pretende ouvir “Léo” assim que ele for localizado. Foram apreendidos, ainda, cinco carros.

Nas investigações, segundo o delegado Praxisteles Martins informou à imprensa, o policial militar Francisco de Assis (Tita) e o mecânico “Boca Rica” foram os responsáveis pelo agenciamento dos assassinos enquanto que os outro dois foram os executores do prefeito.

A policia quer chegar agora ao mandante ou mandantes e a respectiva motivação. Gean Dearlen e Douglas estão na Unidade Prisonal de Ressocialização de Presos (UPRI) enquanto que o policial militar Francisco de Assis para o quartel do 3º BPM e o outro PM foi preso em Barra do Corda e deve ser transferido para o quartel do 3º BPM nas próxima horas. ( Foto: Divulgação).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *