Primeira quinta-feira de 2019 é marcada por seis assassinatos em Imperatriz

Em nenhum dos assassinato os executores foram presos pela polícia que já está investigando.

Maranhão Notícias

IMPERATRIZ – O primeiro dia útil do ano de 2019, essa terça-feira (3), foi marcado pela violência com seis mortes violentas em Imperatriz, a segunda maior cidade do Estado. Em nenhum dos casos os autores foram presos e apenas num deles ficou definido a motivação.

A onda de mortes violentas teve início do período da tarde quando dois motoqueiros seguiram e mataram a tiros, para roubar, o sargento da reserva da Polícia Militar Joselito Fernandes Marinho, de 51 anos, no bairro Maranhão Novo. Os marginais teriam levado R$ 30 mil que a vítima havia acabado de sacar num banco e entregaria a empresa para quem prestava serviços.

Por volta das 20h40, dois homens numa moto executaram a tiros um homem na Pentágono com Rua 2 de Julho, no Parque do Buriti, em Imperatriz. A vítima foi identificada como Francivaldo Silva Coelho, 26 anos. Ele seria usuário de drogas.

Apenas cinco minutos depois desse crime, dois homens numa moto utilizando o mesmo “modus operandi”, mataram a tiros dois homens identificados Romildo Ribeiro Marinho e João Matias de Sousa Filho.

A execução foi na rua Coronel Manoel Bandeira com José Bonifácio, no bairro São José do Egito, em Imperatriz, ocasião em que as vítimas estavam sentadas na porta de casa. Um vizinho das vítimas disse à imprensa que os dois homens eram alcóolatras e podem ter sido mortos por engano uma vez que não tinham envolvimento com crimes.

A quarta morte teve como vítima Wanderson lima Gomes, 20 anos, que foi alvejada com pelo menos dois tiros na cabeça no bairro Alto Bonito, por volta das 23h.  O jovem foi socorrido e internado em estado greve no Hospital Municipal (HMI), onde não resistiu aos ferimentos e morreu na madrugada de hoje.

Dos quatro assassinatos, apenas no primeiro caso ficou comprovado que foi latrocínio (roubo seguido de morte) e a policia já tem a identificação de dois suspeitos como autores. Nos demais as investigações, ainda, estão no início.

Mulher assassinada

Uma mulher identificada como Maria Kezia foi morta por “arma branca” na rua Sergipe nas proximidades da antiga rodoviária nos primeiros minutos da madrugada desta sexta-feira (4). A vítima era usuária de drogas, segundo a polícia.

Dentre os assassinatos que transformaram a primeira quinta-feira de 2019 como o dia mais violento do ano até aqui faz parte de uma triste estatística histórica de inicio de ano.

Breve histórico

No dia 11 de fevereiro de 2018, ocorreu uma chacina em Imperatriz em que três homens foram mortos e quatro ficaram feridos. Em novembro de 2017, cinco pessoas foram assassinadas em uma semana em Imperatriz. Para a policia, os crimes, em sua maioria, estão relacionados com acerto de contas pelo tráfico de drogas. ( Fotos: Divulgação).

Texto alterado às 11h40 para atualização de informações sobre os crimes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *