Carlos Lula anuncia novos leitos de UTIs no Macrorregional e hospital de campanha em Açailândia

O Hospital Macorregional de Imperatriz vai passar de 12 para 32 leitos de UTI e mudança no atendimento na Upa Bernardo Sayão.

Maranhão Notícias

IMPERATRIZ – Em entrevista coletiva, nessa terça-feira(12), em Imperatriz, o secretário de Estado da Saúde(SES), Carlos Lula anunciou novas ações de combate ao novo coronavírus em Imperatriz e Região Tocantina maranhense. No pacote estão mudanças no fluxo de atendimento na Unidade de Pronto Atendimento(UPA), da Avenida Bernardo Sayão, aumento no número de leitos no Hospital Macrorregional de Imperatriz e inauguração do Hospital de Campanha Estadual em Açailândia, no próximo sábado.

Com objetivo de diminuir a carga de atendimento na UPA da Bernardo Sayão, o secretário informou que aquela unidade passa a adotar medida de correção do fluxo de atendimento.

“Infelizmente essa única porta de entrada é muito estreita para a cidade inteira, de modo que a partir amanhã a gente inicia o ambulatório, que já existe em São Luís, onde vamos tratar pacientes leves sem comorbidades para evitar que esses pacientes retornem à UPA passando mal”, disse. Ele ressaltou que em São Luís pacientes com diabetes, hipertensão e obesidade ao sentir sintomas leves da Covid-19 e serem liberados após atendimento acabavam por retornar à unidade em estado muito grave, situação que será evitada em Imperatriz a partir desta quarta-feira(13).

O ambulatório

O serviço ambulatorial será ofertado no Hospital Macrorregional de Imperatriz com apoio de uma van que vai levar esses pacientes da UPA da Bernardo Sayão para o Macrorregional. Lá passarão por exames laboratoriais, tomografias, raio “X”, serão medicados e liberados para tratamento em casa, mas com a data de retorno agendada para acompanhamento pela Saúde Estadual.

A ampliação de leitos no Macorregional

O Hospital Macrorregional de Imperatriz passa a ser hospital exclusivo para atendimento a pacientes do novo coronavírus. O número de leitos no início da pandemia era 12, dos quais só dois eram exclusivos para Covid-19, e, ainda, esta semana passará para 32 leitos de UTI e 92 leitos de enfermagem. Em caso de necessidade ainda será possível expandir de 32 para 52 leitos de UTI.

Está sendo discutida sobre uma possível parceria com a iniciativa privada que possibilitará a criação de um ambulatório no Centro de Convenções. Nessa parceria o Governo do Estado forneceria medicamentos e exames e a iniciativa entraria com os médicos. Com isso, aumentaria os atendimento em ambulatório para pacientes da Covid-19.

Entrega do Hospital de campanha em Açailândia

Carlos Lula disse, na entrevista que o Governo do Estado trabalha para entregar neste sábado (16),o hospital de campanha da cidade de Açailândia. A unidade terá 60 leitos, sete leitos de Unidade de Terapia Intensiva(UTI), o que vai melhorar a rede de atendimento na Região Tocantina.

Outra novidade é que o Estado, segundo Carlos Lula, é que obra de reforma e ampliação do Hospital Regional Materno Infantil está acelerada e serão entregues nos próximos dias 80 leitos, dos quais, 40 serão destinados a pacientes da Covid-19.

“Mas tudo isso, vai ser pouco, se a cidade ficar como está hoje, com o comércio e as pessoas agindo como se estivesse tudo normal e sabemos que não está”, alertou Carlos Lula que se disse preocupado com a movimentação de pessoas nas ruas que ele viu durante o trajeto do aeroporto para a Regional de Saúde.

Upa São José

Na mesma entrevista coletiva estava presente a gestora regional de saúde, Iracilda Viana e a secretária municipal de saúde, Mariana Jales.

A titular da Semus disse que a situação atual é preocupante com hospitais públicos e privados quase lotados em razão da pandemia, mas destacou a parceria do Município com o Governo do Estado. Ela revelou que o Estado vai repassar equipamentos que vão possibilitar a instalação de quatro UTIs e melhorar o atendimento nas enfermarias da Upa São José. O Município, segundo ela, também, recebeu medicamentos para tratar a Covid-19.(Foto:Arquivo).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *