Catadores de material reciclável querem melhores condições de trabalho em Imperatriz

A Ascamaris e Cáritas, participaram de uma audiência pública na Câmara de Vereadores de Imperatriz, ocasião em apresentaram seu trabalho e fizeram reivindicações.

Maranhão Notícias

IMPERATRIZ – Catadores ligados a Cáritas Diocesana e Associação de Catadores de Material Reciclável de Imperatriz (Ascamaris), participaram de uma audiência pública na Câmara de Vereadores de Imperatriz na quinta-feira (27). Eles solicitaram apoio do Poder Legislativo para melhor estrutura de trabalho e garantir as condições de melhorar a prestação de serviços à sociedade.

“O nossa demanda cresceu e estamos com déficit de equipamentos e terreno para trabalhar”, explicou o presidente da entidade, José Ferreira Lima, mais conhecido como “Zezinho”.

Na prática, o inicio com força total, do projeto da coleta seletiva implementado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Humanos (Semmarh) vai provocar aumento na demanda de serviços dos catadores que vão precisar de um terreno maior e equipamentos para desenvolver a triagem e da impactação do material e garantir a destinação correta.

Em entrevista, após a audiência, o vice-presidente da Comissão de Direitos Humanos e do Consumidor da Câmara, Pedro Gomes elogiou o trabalho dos catadores e considerou justa a solicitação de ajuda.

“O que eles estão pedindo para nós é que a associação deles seja reconhecida como de utilidade pública, inclusive já autorizamos para eles trazerem a documentação, e que possamos autorizar a prefeitura a aumentar o terreno que o Município doou para eles em 2012”, disse.

Outra demanda foi a solicitação de atendimento de saúde aos catadores.

“Após a audiência nós vamos fazer um documento e encaminhar ao Poder Executivo”, adiantou Pedro Gomes.

Presente a audiência, a secretária de Meio Ambiente, Rosa Arruda parabenizou os catadores pelo trabalho que vem sendo desenvolvido. Para a titular da pasta, as solicitações são justas.

Catadores participam de audiência pública na Câmara de Vereadores de Imperatriz. Foto: Maranhão Notícias.

“Tudo o que eles reivindicaram é justo, a expansão do terreno, a aquisição de equipamentos e o melhoramento das instalações. Só que a cada dia você dá um passo, sabemos que as coisas não são simples para acontecerem quando se depende de projetos e de recursos”, disse a secretária, acrescentando que na parte do Município as politicas sobre o meio ambiente vêm avançando com total apoio do prefeito Assis Ramos. Arruda lembrou que o Município, em janeiro de 2017, a primeira demanda foi a discussão do Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos e de lá para cá, a politica vem avançando com a implementação da coleta seletiva.

“Temos uma politica ambiental hoje com a coleta seletiva sendo implantada no Municíípio e com isso estamos melhorando a qualidade de vida dessas pessoas, agregando renda, aumentando o número de catadores do galpão, tirando esses catadores da rua, entregando esse resíduo na porta do galpão, então isso é preocupação com o meio ambiente, isso é qualidade de vida”, encerrou Arruda. ( Foto: Maranhão Notícias).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *