Chega a quatro número de policiais baleados em serviço em Caxias, no MA

Os dois policiais civis estavam tentando cumprir Mandado de Prisão contra um homem por homicídio, na zona rural de Caxias, quando foram baleados.

Maranhão Noticias

SÃO LUÍS – Em menos de uma semana, quatro policiais foram baleados por bandidos no Maranhão. Curiosamente, nos dois casos os policiais estavam em serviço no município de Caxias, a 360 Km de São Luís, sendo que o mais recente foi na madrugada desta sexta-feira(9).

No povoado Lagoa do Mariano, na zona rural de Caxias, o policial José Wilson Amorim, 57  anos, foi atingido com um tiro na cabeça e teve de ser internado as pressas na Unidade de Terapia Intensiva(UTI), de um hospital Gentil Filho em estado grave. Já o colega dele, identificado por Renato Ribeiro da Silva foi ferido a bala no pé e ,também, deu entrada no hospital onde deve passar por cirurgia nas próximas horas.

Segundo informações repassadas pela policia em Caxias, os dois policiais foram baleados quando tentavam cumprir um Mandado de Prisão expedido pela Justiça contra um dos suspeitos pelo assassinato de um cobrador de ônibus, em dezembro de 2018.

Obs: Na foto acima aparecem o policial José Wilson,57 anos, que usa bigode e o suspeito Edifranco de Sousa Santos. Como as fotos não haviam sido identificadas no momento da postagem dáva ideia que este mais jovem seria o outro policial. Pedimos desculpas por eventual transtorno.

Outro caso

O ataque aos dois policiais ocorreu em menos de uma semana do caso do delegado e do investigador que foram baleados em serviço durante a tomada de depoimento de um preso numa delegacia de Caxias. O caso foi dia 4 de agosto quando o preso Jardel da Silva Ribeiro, algemado com as mãos para frente, tomou a arma do delegado Valdemar Barros e atirou contra o próprio delegado e o investigador Marinho. Jardel é acusado de um homicídio, mas quando foi havia sido preso por porte ilegal de arma. Após o ataque o homem tentou fugir, mas foi preso. (Foto: Site Sinal Verde-Divulgação).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *