Encerrada a etapa de ‘aulões do Enem’ para estudantes de escolas públicas

Em Imperatriz, os “aulões do Enem” foram realizados na Facimp.

Maranhão Notícias

IMPERATRIZ – Terminou neste domingo (29), as atividades do programa pré-universitário denominado “Aulão do Enem”, desenvolvido pela Secretaria da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) para estudantes do ensino médio de escolas da rede estadual de ensino. Dezenas de estudantes participaram da revisão do conteúdo do Exame Nacional do Ensino Médio realizada no auditório da Faculdade de Imperatriz (Facimp).

Dezenas de pessoas participaram do “Aulão do Enem” sobre Matemática e Redação. Foto: Maranhão Noticias.

Durante quatro domingos, uma equipe de composta por treze professores que abordaram sobre as treze disciplinas que compreendem os componentes curriculares.

“Tenho certeza que os alunos que participaram desses aulões, juntamente com o que os professores já ensinaram em sala de aula, esses alunos vão ter um melhor desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio(…)”, avaliou a professora Orleans Santana, que, também, agradeceu o Governo do Estado pelo projeto.
Santana afirmou que o projeto dos “Aulões” do Pré-Uni, foi uma forma de democratizar o acesso dos estudantes a educação superior.

Dentre os estudantes que compareceram ao “Aulão” estava a dona-de-casa Maria da Guia Reis de Sousa, 62 anos, residente em Imperatriz.

Maria da Guia e seu filho no Pré-Enem. Foto: Maranhão Notícias.

“Sou ex-aluna do Mourão Rangel, sai da sala de aula para dois vestibulares: Enem e Uema. Passei nos dois, há oito anos, e comecei cursar Pedagogia na Uema, mas tive que parar porque meu companheiro teve um AVC. Na época tranquei o curso e agora estou reativando”, justificou dona Maria da Guia.

A aluna mais experiente da turma, senta nos primeiros bancos da frente e tem participação ativa na aula, como foi o caso deste domingo na revisão de Redação. Ela é mãe de duas filhas pedagogas e na aula estava acompanhada do filho Marilon Reis dos Santos, que pretende prestar o Enem para Direito ou Música.

“Nós falamos do governo, porque a tendência do ser humano é essa aí, mas o Governo está dando oportunidades, tanto o Governo Federal, Estadual e municipal e isto aqui é uma delas. É uma coisa que o governo deu para o povão, se o povão não abraçou a causa, não foi porque o governo não deu uma oportunidade, tanto é que nós tivemos aí professores de alto calibre”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *