Operação combate crimes ambientais na Reserva Biológica de Gurupi

A operação visa combatar os crimes anbientais na área biológica do Gurupi

Maranhão Notícias com informações da ICMBio

BRASÍLIA – Deflagrada no início desta semana pela Polícia Federal, com a participação do Instituto Chico Mendes (ICMBio), policiais militares e agentes do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama), a Operação Oriente vem combatendo crimes como grilagem de terras e extração ilegal de madeira na região leste da Reserva Biológica do Gurupi, próximo a Buriticupu. Não foram divulgados sobre apreensões e prisões durante a ofensiva.

A ação é um esforço conjunto das instituições com objetivo de garantir a preservação integral da fauna, flora e demais atributos naturais, conforme prevê os objetivos da criação da reserva biológica.

A coordenadora substituta da reserva biológica, Patricia Farina, ressaltou que o local é o endereço de algumas das espécies mais ameadas do mundo como o macaco-caiarara (Cebus kaapori), endêmico da região, ou seja, só existe no lugar.

A Reserva Biológica do Gurupi é uma unidade com um longo histórico de pressões causadas, especialmente, pela extração ilegal de madeira, além de desmatamento para agropecuária e até plantações ilícitas. Com ações de fiscalização coordenadas, a equipe da Rebio tem tido sucesso em barrar boa parte dessas pressões nas bases Sul e Norte. Agora, os esforços estão concentrados na parte leste.

Nos últimos anos, os conflitos têm se intensificado na região, culminando com uma série de retaliações por parte dos criminosos que atuam na área. Incêndios de grandes proporções e até mesmo o assassinato de um colaborador do conselho da unidade foram alguns dos atos criminosos praticados no período. ( Foto: Eletronorte/ Divulgação).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *