Polícia Rodoviária explica sobre protestos em duas BRs do Maranhão

Numa das rodovias houve registro de acidentes de trânsito.

Maranhão Notícias 

IMPERATRIZ – A Polícia Rodoviária Federal (PRF), divulgou, no inicio da tarde desta sexta-feira (22), sobre a realização de atos de protestos que fecharam duas importantes rodovias federais que cortam o Estado, a BR-135 e na BR-316. Na primeira a interdição foi das 6h20 às 7h40 e na segunda das 9h às 12h30, segundo a PRF.

No protesto da BR-135, os manifestantes, em sua maioria estudantes e professores do IFMA do Campus Vila Esperança em São Luís-MA, cobraram melhorias de infraestrutura para o bairro, como melhoramentos das ruas, iluminação, entre outras. Eles bloquearam o km 4 da BR 135 por volta das 6h20 às 7h40, também, de hoje.
A manifestação continuou na margem da via, porém, sem interdição.

Dois dias antes, uma equipe da PRF foi até a escola e se reuniu com a direção da mesma e com os representantes do movimento, mas não conseguiu demove-los do protesto. Não foi preciso fazer uso da força.

Dois acidentes

Enquanto ocorria a manifestação a PRF atendeu um acidente tipo colisão traseira, ocorrido na faixa de pedestre do km 1,5 da BR 135, na entrada da Vila Itamar. Por volta das 7h, um veículo passeio parou na faixa de pedestre, quando foi abalroado por uma van, que transitava sem a devida atenção. Uma pessoa teve ferimentos leves e foi socorrida pelo SAMU.

Na barragem do Bacanga

Uma equipe de reportagem tentava acessar a manifestação no km 4 indo pelo Bacanga. Em determinado momento, quando transitava pela Barragem do Bacanga, foi abalroado na traseira por um veículo. O impacto projetou o automóvel da reportagem sobre outro veículo.
O acidente foi atendido por uma equipe da SMTT.

Bloqueio na BR-316

O trânsito no Km 286 da BR-316 foi liberado às 12:30. Desde cedo havia se formado uma fila de veículos de aproximadamente 8 Km nos dois sentidos, sendo feita a orientação de trânsito até às 13:10hrs, que fluiu normalmente. ( Foto: PRF/Divulgação).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *