PRF apreende pássaros nativos transportados de forma irregular na BR-316 no Ma

A apreensão foi na BR-316 em Caxias, nessa quinta-feira.

Maranhão Notícias

CAXIAS – Em fiscalização na BR-316 em Caxias, a Policia Rodoviária Federal(PRF) apreendeu um caminhão Ford F1000, com placa do Maranhão, que transportava carga com excesso de lotação, transporte de passageiros em compartimento de carga e transporte de pássaros silvestres. A ocorrência foi por volta das 11h30 dessa quinta-feira (6), no Km 557 da BR-316, em Caxias, a 362 km de São Luís.

Os policiais relataram que inicialmente ao avistarem o caminhão, o motorista fez uma manobra repentina e parou em seguida. De imediato, ao ser abordado, o motorista admitiu que havia parado antes do comando devido a estar com algumas irregularidades de trânsito no veículo, entre elas: excesso de lotação e passageiro em compartimento de carga.

Durante a abordagem os policiais encontraram um homem de 51 anos que afirmou ser dono da carga que estava na carroceria do caminhão ,uma mudança.

Na busca os policiais encontraram uma armadilha para capturar pássaros, também conhecida como alçapão, que estava vazia, e duas gaiolas, uma com um pássaro silvestre da espécie Sabiá-Branco e outra com outro pássaro silvestre da espécie Sanhaço-Cinzento.

O homem de 51 anos admitiu que as gaiolas eram de sua propriedade, que ele mesmo havia capturado os pássaros e desconhecia que aquele tipo de transporte sem autorização do IBMA fosse proibido.

Os pássaros foram entregues à Secretaria de Meio Ambiente de Caxias que compareceu na Unidade Operacional da PRF de Caxias para realizar os procedimentos administrativos. Após avaliação do estado físico, o Sabiá-Branco foi solto em mata nativa e o Sanhaço-Cinzento foi levado para a SEMA onde vai passar por um treinamento e depois ser solto no seu habitat natural.

O homem apontado como portador das aves teve em seu desfavor a lavratura de um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), e ainda um auto de infração pela equipe da SEMA.(Foto:PRF-Divulgação).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *