Rebelião em presídio do Pará termina com 52 mortos

A ação começou por volta das 7h e terminou meio dia.

 

Maranhão Notícias

BELÉM – Barbárie num presídio do Estado do Pará. Em Altamira, no sudoeste do Estado, detentos ligados a uma facção criminosa que atua em âmbito nacional renderam agentes penitenciários, invadiram a uma ala onde estavam presos que pertencem a uma fação rival local por volta das 7h da manhã desta segunda-feira(29).

Pelos levantamentos da Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe), 52 detentos foram mortos, destes 16 decapitados.

Os dois agentes penitenciários,feitos reféns no momento da invasão, foram liberados posteriormente.

Os rebelados deixaram os rivais numa sala trancada e atearam fogo no local, sendo que a fumaça invadiu o anexo e alguns detentos morreram por asfixia. A ação foi encerrada por volta do meio dia.

O presídio tem capacidade para 200 detentos, mas era ocupado por 311 presos.

Representantes da Segurança Pública do Pará viajaram, no inicio da tarde, para Altamira, para acompanhar o caso. Dados da Susipe, dão conta que esse foi o segundo maior massacre em presídios de 2019, o primeiro foi no Estado do Amazonas, em maio com 55 detentos mortos.(Foto: Reprodução).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *