Seleção Brasileira goleia El Salvador em ritmo de treino e observações

Tite mandou a campo um elenco com muitas modificações e fez muita observação sobre o desempenho dos atletas.

Maranhão Notícias com informações da CBF

RIO DE JANEIRO – Em ritmo de treino, a Seleção Brasileira goleou a seleção de El Salvador, na noite dessa segunda-feira (11), no FedEx Stadium, em Washington (EUA) no segundo amistoso pós Copa do Mundo. Eram permitidas seis substituições e Tite usou todas num sinal de que pretendia mesmo fazer observações ao elenco.
Tite mandou a campo um elenco com seis novidades em relação aquele time que enfrentou os Estados Unidos na última sexta-feira e fez, ainda, as outras seis substituições permitidas na partia de ontem.

Em campo a seleção respondeu bem as ordens do comandante Tite e venceu por 5 a 0 com gols de Neymar, Richarlison (duas vezes), Philippe Coutinho e Marquinhos.

Numa demonstração de toda sua força, o Brasil começou marcando gols. Com dois minutos de jogo, Richarlison recebeu entrada do zagueiro Domínguez na área, e o árbitro assinalou o pênalti. Neymar cobrou com tranquilidade para fazer 1 a 0.

O atacante do PSG arrancou e tocou para a esquerda e tocou para Richarlison que chutou de primeira, no ângulo esquerdo do goleiro Hernández para ampliar o placar: 2 a 0.

O terceiro gol do jogo foi marcado por Philippe Coutinho, aos 29 minutos, após receber a bola sem marcação na meia-lua, o meia chutou sem chance para o camisa 1 salvadorenho: 3 a 0.
Sem esboçar qualquer reação de perigo, El Salvador chegou poucas veze a área adversária.

Na etapa final começou o troca-troca que parecia não ter fim. Tite trocou Philippe e Fred nos lugares de Dedé e Casemiro, respectivamente.

Aos cinco minutos, Coutinho tentou a jogada individual, foi desarmado na área, mas e a bola sobrou para o camisa Richarlison chutar de canhota e marcar o quarto gol.

Depois Tite trocou substituíram Coutinho, Richarlison, Douglas Costa e Arthur por Everton, Lucas Paquetá, Willian e Andreas Pereira.

Aos 44 minutos, Neymar cobrou escanteio da esquerda, e Marquinhos subiu sozinho para testar firme e liquidar a fatura: 5 a 0. O placar poderia ter sido, ainda, mais elástico.

Brasil: Neto, Éder Militão, Dedé (Felipe), Marquinhos e Alex Sandro; Casemiro (Fred), Arthur (Andreas Pereira) e Philippe Coutinho (Everton); Douglas Costa (Willian), Richarlison (Lucas Paquetá) e Neymar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *