SSP diz que pais do deputado federal Cléber Verde foram vítimas de latrocínio

As investigações apontaram que os criminosos queriam uma arma que estava na casa das vítimas.

Secretaria de Segurança Públican/Divulgação

SÃO LUÍS – Na tarde dessa quarta-feira (15), foi realizada na sede da Secretaria de Segurança Pública do Maranhão, uma coletiva de imprensa para apresentar um relatório parcial sobre o assassinato dos pais do deputado Cléber Verde, ocorrido na última terça-feira (14) na cidade de Turiaçu. Os dados foram explanados pelo secretário de Segurança Pública Jefferson Portela; pelo comandante geral da Polícia Militar Cel Pedro Ribeiro; pelo delegado geral de Polícia Civil Leonardo Diniz e pelo perito geral da Perícia Oficial do Maranhão Miguel Alves.

Segundo o secretário Jefferson Portela, quatro pessoas participaram diretamente dos crimes. O primeiro a ser morto foi Jesuíno Cordeiro Mendes que realizava a manutenção de uma cerca nos limites de sua propriedade, quando foi surpreendido pelos criminosos, e após uma possível luta corporal foi morto com uso de uma arma branca e de fogo. Em seguida o bando se deslocou até a casa sede da fazenda onde se depararam com Maria da Graça Cordeiro Mendes, morta a pauladas e por arma branca.

Ainda segundo Portela, os criminosos tiveram acesso a informação de que na propriedade havia uma arma de fogo (pistola), e essa seria a motivação do crime, subtraí a arma. Além da arma fogo, o bando roubou um aparelho de celular de uma das vítimas.

A Polícia Militar informou que os criminosos fazem parte de uma facção que atua na região com especialidades em roubar motocicletas, armas e em tráfico de drogas. Em uma operação recente, a polícia conseguiu apreender várias armas de fogo usadas pelos criminosos, deixando o bando sem armamentos, e por esse motivo precisavam recompor seu arsenal do crime.

Como resultado da operação de buscas aos criminosos após o crime, um homem identificado como Fábio da Conceição Cardoso “Fabinho”, apontando como o mentor do crime na fazenda, foi morto em confronto com a polícia. Ainda segundo com as autoridades policiais, tal indivíduo era altamente violento e com uma extensa ficha criminal de atos cometidos em Turiaçu e em cidades vizinhas.

O secretario Jefferson Portela ainda informou que 1(um) homem foi preso e um 1(um) adolescente apreendido, suspeitos de integrar a mesma facção, porém descartada a participação da dupla nos assassinatos.

Agora as forças de segurança continuam em diligências por terra e ar no intuito de localizar dois homens e 1(uma) mulher que participaram do crime e que estão foragidos. Sobre a participação do ex- caseiro da fazenda nos assassinatos, o secretário Portela informou que nada aponta a participação do mesmo, mas que mesmo assim, o ex-funcionário deve prestar seu devido depoimento.(Foto: Assessoria).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *