VLI e Facimp promovem ação comunitária em escola pública de Imperatriz

Ação solidária foi voltada para o atendimento de crianças da Escola Municipal Maria Evangelista de Sousa, no Itamar Guará.

Maranhão Notícias com informações da assessoria 

IMPERATRIZ – Superaram as expectativas em torno da ação solidária realizada no dia 27 de agosto para crianças da educação infantil e fundamental da Escola Municipal Maria Evangelista de Sousa, no Itamar Guará, em Imperatriz.

Promovida pela VLI, empresa de soluções Logísticas, e a Faculdade de Odontologia da Facimp Wyden, a iniciativa objetivou alertar para a importância do cuidado relacionado à saúde bucal e promover aplicação de flúor.

Vinte e nove estudantes do 8º período de odontologia, supervisionados por professores da instituição de ensino ministraram palestras educativas sobre o tema abordando, ainda, alimentação saudável, bons hábitos de higiene oral, passo a passo para uma escovação eficiente.

Também houve uma parte prática, onde através de uma escovação supervisionada e aplicação tópica de flúor gel, os alunos puderam aprender a forma correta de manter seus dentes sempre limpos e branquinhos.

A ação

A ação faz parte do programa corporativo VLI Solidária que orienta e incentiva iniciativas de responsabilidade social em localidades onde a VLI mantém as suas operações.

De acordo com a  auxiliar administrativo da VLI, Iolanda Emídio, a ação do último dia 27 na escola Maria Evangelista de Sousa é a primeira de uma série: ”buscamos parceria com a Facimp Wyden para promover  melhorias na qualidade de vida dos alunos, sobretudo, no que diz respeito à ações preventivas de saúde”, explicou Iolanda Emídio, informando que os universitários da Facimp voltarão à escola nas próximas  segundas-feiras, até completarem o atendimento dos 740 alunos da instituição de ensino.

A diretora da escola, Kaline Silva, reconhece o apoio das duas empresas: “agradeço a VLI e a Facimp Wyden por abraçarem a  causa da educação, possibilitando aos nossos alunos orientações que extrapolam às salas de aulas. Gostaria que mais empresas levantassem essa bandeira”, afirmou.

A responsável pela disciplina extra-muros do curso de odontologia, a professora, Márcia Cristina Lima, lembra que os benefícios de uma ação solidária vão além do aspecto pedagógico:  “no nosso caso específico, além de viabilizar o serviço odontológico para um público que, em geral, tem uma dificuldade histórica de acesso à saúde, para os nossos universitários é uma lição de vida, porque permite vivenciar uma realidade da qual ele não está habituado”, conclui. ( Foto: Assessoria).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *